quarta-feira, 11 de agosto de 2010

Satã


#6
Praia das Maçãs

Não posso chamar sonhos aos meus sonhos
pois tudo o que da minha mente transborda durante
o sono não é melhor nem maior do que aquilo
que da minha mente extravasa nos momentos aflitos
e mortificados
da vigília.
Os meus sonhos são o espelho horizontal da eterna angústia.
Êxtases de quem acorda sem saber que acorda nem o que é acordar.

Frederico Mira George

Sem comentários: