quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Satã



















#17


Não há triunfo nem derrota nem nada que
traga rendidos e vencedores, há é o vício
de considerar que se venceu ou se foi vencido.
Uma árvore não pensa que conquistou a terra
ou se perdeu uma folha. A árvore conquista
a terra e perde folhas. Isto além do sucesso e do fracasso
. O triunfo e a derrota são vícios humanos,
estéreis e doentes. Se,
num rasgo de lucidez, o Homem descortinasse
como a um penedo é neutral a conquista
do húmus que lhe cobre a pele e como não fica
triste, nem contente, nem alegre, nem feliz,
caso o enverdecimento da sua tez não aconteça,
a Humanidade seria calma e rendida à naturalidade ancestral
de todas as coisas que existiram, existem e existirão.

Frederico Mira George