quinta-feira, 31 de março de 2011

Satã


23.

Garantem os cristãos que no princípio
era o Verbo e o Sopro era Deus. Transmitem que tudo
era escuro e não havia ainda estrelas,
nem planetas com nomes gregos. Proferem
que num espaço que não era ainda espaço, a íntegra
majestade da Luz se fez soprando. Esta noite,
atrapado de treva, socorri-me aflito de um círio.
Cego, tateando, dei com o pavio
e sussurrei mentalmente: «acende-te sésamo!»...
®