domingo, 4 de janeiro de 2009

Contos.4

dançaram leves e de olhos postos em pequenos objectos do palácio Foram subindo escadas numa conversa secreta e de vez em quando dando as mão sustendo a vontade de dançar mais alto: lá, no tecto esculpido, onde espíritos dormem Sim , naquele palácio são os espíritos que guiam Espíritos com vozes claríssimas E , no centro da dança, na sala do toucador real lá estava Ela a Rainha enlouquecida de que ninguém cuidou Foi quando pararam de dançar , se juntaram de ombro a ombro e a felicidade daquele momento ficou guardada no relicário dourado onde já ninguém entra