terça-feira, 5 de janeiro de 2010

Corvo #1

#1 d’Inverno, os corvos. O homem caminha sob a chuva ouve os Corvos – o Inverno e desliza na alvura da Neve imaginada onde ,onde pegadas de sombras a-rriscam voos oblíquos. Corvos e homem sentem [finalmente] o Inverno dentro da pele. Não há morte – Não há noite : só neve, luz intensa, céu intenso.

Sem comentários: