quarta-feira, 31 de outubro de 2007

gotas caem, dispersam-se sozinhas - XXI a XXII

XXI tentei acertar o relógio. vezes sem ...................conta e ele parado. sem conserto possível não sei porquê mas tenho ganho um amor especial a esta máquina .....que marca a hora exacta duas vezes por dia: XXII revoltaram-se as águas a terra. caiu tudo, pássaros gatos, pequenos rouxinóis re voltaram-se os ares .....caiu tudo, pequenas asas:

1 comentário:

brunoMa disse...

um relogio parado... não será isso prova suficiente de que este Tempo que vemos é somente uma invenção humana que nos entretém e que por hábito apendemos a apreciar?, tal como o resto dos nossos deuses!

;)

abraço